Sobre o Curso

A Engenharia de Petróleos estuda novas formas de prospeção, exploração e valorização dos recursos minerais energéticos numa perspetiva sustentável. O mestrado proporciona conhecimentos, métodos e ferramentas para caracterizar e modelar as propriedades e processos que ocorrem na subsuperfície terrestre, sobretudo aqueles que se relacionam com a geoenergia (geotermia, gás e petróleo) e a sequestração geológica de carbono.

O currículo do Mestrado em Engenharia de Petróleos encontra-se em reestruturação já em fase de acreditação junto da Associação de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). Depois de acreditado, o curso passará a denominar-se Mestrado em Engenharia em Recursos Energéticos.

Plano Curricular

O 2º Ciclo em Engenharia de Petróleos tem a duração de 4 semestres (2 anos), correspondentes a 120 ECTS, e é composto pelas seguintes componentes curriculares:

  • 1º ano (ECTS)

    • 48
    • 12
  • 2º ano (ECTS)

    • 3
    • 15
    • 12
    • 30

Plano Curricular

Os currículos dos ciclos de estudos de 1º e 2º Ciclo foram reestruturados no ano letivo 2021/22 no seguimento do Decreto-Lei n.º 65/2018 e da implementação de um novo modelo de ensino e práticas pedagógicas (plano curricular anterior).

  1. Especialidade: Área Principal (51 ECTS)

    O Mestrado em Engenharia de Petróleos (Major) aprofunda os conhecimentos adquiridos no 1º Ciclo, introduzindo temáticas em áreas como:

    • Geofísica (o estudo da Terra com métodos físicos com vista à construção de modelos numéricos),
    • Ciência de dados espaciais e geoestatística (a integração de medições indiretas nesses modelos),
    • Simulação de fluidos em meios porosos.
  2. Opções Livres (27 ECTS)

    Parte do currículo é de opção totalmente livre, significando que poderão ser escolhidas disciplinas não só das áreas dos recursos energéticos, como de qualquer área científica oferecida no Técnico.

    Nesta componente, inclui-se a possibilidade de realização de um Minor, um conjunto de disciplinas de âmbito multidisciplinar correspondente a 18 ECTS. A oferta é transversal para todos os cursos do Técnico.

    Minors

    Poderão ser ainda creditadas atividades extracurriculares, num máximo de 6 ECTS.

  3. Projeto Integrador (12 ECTS)

    De forma a integrar os conhecimentos adquiridos no Mestrado, propõe-se o estudo e elaboração de um projeto, individualmente ou em grupo, e em ambiente académico ou empresarial, sobre um desafio da Engenharia de Petróleos.

  4. Dissertação (30 ECTS)

    A dissertação é o trabalho final do ciclo de estudos, permitindo a cada estudante debruçar-se e especializar-se sobre um assunto específico. Poderá ser realizado num dos seguintes âmbitos:

    • Tese Científica
    • Estágio em Empresa
    • Projeto multidisciplinar Capstone

Destinatários

O Mestrado em Engenharia de Petróleos destina-se a licenciados em áreas relacionadas com a Engenharia, nomeadamente as que contam com percursos curriculares com Geologia, Petroquímica, Química, Recursos Energéticos, Minas e áreas afins.

O curso é lecionado em português podendo algumas unidades curriculares ser lecionadas em língua inglesa, caso existam alunos internacionais ou em programas de mobilidade inscritos.

Saídas Profissionais

As saídas profissionais para este curso são muito diversificadas, estando os formados habilitados para desenvolver atividades em áreas de upstream, em que os principais empregadores serão do Sector Energético nas áreas de:

  • Análise espacial de dados;
  • Prospecção de recursos energéticos;
  • Empresas de energia integradas;
  • Engenharia de Reservatórios;
  • Engenharia de Petróleos;
  • Geofísica;
  • Sequestração de dióxido de carbono e hidrogénio.

Condições de Acesso

Podem candidatar-se a um 2.º ciclo do Técnico estudantes que:

  • sejam titulares de uma formação de 1.º ciclo na área de Ciências e Tecnologia (excetua-se o caso do 2.º ciclo em Arquitetura que pressupõe uma formação de 1.º ciclo em Arquitetura);
  • sejam detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que ateste a sua capacidade para realização do mestrado a que se candidatam.

Os candidatos são seriados segundo os seguintes critérios:

  • Afinidade entre o curso que possuem e o curso a que se candidatam;
  • Natureza do grau que possuem;
  • Sucesso escolar no curso que frequentaram.

Nota: caso seja solicitado, poderão ser valorizados o currículo académico, científico ou profissional e a prestação do candidato em entrevista.

Núcleos de Estudantes

Os alunos do Técnico dinamizam autonomamente e proativamente projetos que complementam o seu percurso académico, como os Núcleos de Estudantes, nos quais adquirem competências e mais-valias que os tornam mais competitivos no mercado de trabalho.