Matrícula

A matrícula formaliza a entrada de cada estudante no Técnico e, caso não seja realizada, resulta na perda da vaga.

1. Criação de conta

A criação de um perfil na plataforma Connect deverá ser realizada com e-mail pessoal ou uma conta Google, com a maior antecedência possível, podendo ser feito antes do período de matrículas.

Estudantes que efetuaram uma candidatura através da plataforma Connect, ou seja, estudantes que não ingressam pelo Concurso Nacional de Acesso já têm o registo realizado.

Nota: a autenticação com e-mail pessoal recorre também a validação com número de telefone. Os códigos para validação podem demorar algum tempo a serem recebidos.

Plataforma Connect

2. Validação de identidade

Depois da confirmação do registo na plataforma Connect, cada estudante terá de validar a sua identidade (caso seja a primeira vez que se regista na plataforma) de uma das seguintes formas:

  • Cartão de Cidadão: com leitor de cartões, pin de autenticação e pin de morada;
  • Chave Móvel Digital: pedida, com antecedência, no portal do Cartão de Cidadão.

Caso a validação de identidade não seja bem-sucedida com uma das formas anteriores, são desbloqueadas as opções:

  • Chave de Ativação da DGES: para estudantes do Concurso Nacional de Acesso, devendo preencher os dados pessoais iguais aos utilizados na candidatura e o código no e-mail de notificação da colocação, enviado pela DGES;
  • Validação por fotografia através de webcam ou agendamento de videochamada.

Utilizando uma destas formas de validação, poderá ser necessário o preenchimento dos dados pessoais caso não utilize Cartão de Cidadão ou Chave Móvel Digital.

3. Realizar atividades de embarque

Depois de concluída a validação de identidade, cada estudante deverá realizar a matrícula, iniciando-a a partir do menu Colocações.

Na matrícula, deverão ser preenchidos os dados pessoais que estiverem em falta. No final, cada estudante fará a tomada de conhecimento do Código de Conduta da Universidade de Lisboa.

No final, surgirá a informação sobre o agendamento da sua visita ao campus, sendo também enviada uma notificação enviada por e-mail.

4. Concluir atividades disponíveis

Após o preenchimento dos dados pessoais, a matrícula fica concluída, sendo atribuído um número de estudante e a identidade digital do Técnico (Técnico ID). É agora necessário realizar as tarefas assinaladas, nomeadamente:

  • preenchimento do inquérito perfil do estudante;
  • definição da palavra-passe associada à conta Técnico ID;
  • criação do endereço de e-mail institucional;
  • pedido de cartões de estudante.

5. Apresentação de documentação

  • Estudantes de Mudança de Curso, Maiores de 23, Titulares de Curso Médio/Superior e de Mestrado: O processo de matrícula apenas fica concluído após apresentação dos documentos originais submetidos na candidatura à Área de Graduação (Alameda) ou Área de Gestão Académica (Taguspark). Estudantes que provêm de cursos do Técnico dispõem da documentação no seu processo, não sendo necessário realizar este passo.
  • Estudantes de Mobilidade: que precisem de assinatura em documentos que comprovam a data de chegada ao Técnico deverão contactar o Núcleo de Mobilidade e Cooperação Internacional.
  • Estudantes Internacionais: devem entrar em contacto com o Gabinete de Admissões, que agendará a apresentação dos documentos originais submetidos na candidatura junto da Área de Graduação (Alameda) ou Área de Gestão Académica (Taguspark).

Informação Prática

  1. Reingresso

    A não inscrição em unidades curriculares em dois semestres consecutivos implica a caducidade da inscrição como estudante do Técnico, ficando a matrícula em estado de abandono.

    1.º ciclo

    Estudantes que tenham interrompido os estudos no 1.º ciclo (e no mestrado integrado em Arquitetura), poderão pedir o reingresso no Técnico, no mesmo curso que frequentavam à data da interrupção (ou em curso que lhe tenha sucedido), desde que se encontre ainda em funcionamento. O processo é realizado na plataforma Connect.

    2.º ciclo

    • Estudantes que ingressaram no Técnico até ao ano letivo 2020/21 (inclusive): poderão reingressar no mesmo curso que frequentavam à data da interrupção, desde que se encontre ainda em funcionamento, durante o período de transição (até 2025/26), decorrente da implementação do novo modelo de ensino (Decreto-Lei n.º 65/2018). O processo é realizado na plataforma Connect.
    • Estudantes que ingressaram no Técnico a partir de 2021/22: não poderão reingressar num curso de 2.º ciclo sem realizar novamente uma candidatura.
  2. Creditações

    Estudantes que ingressam no Técnico podem fazer um pedido de creditações, para que lhes possa ser traçado um plano de equivalências para as unidades curriculares realizadas anteriormente. Estudantes que reingressem no Técnico têm obrigatoriamente de realizar este pedido.

    As creditações podem ser atribuídas unidade curricular a unidade curricular ou em grupos de unidades curriculares (em bloco), por:

    • Substituição (com nota – a serem consideradas para a média final de curso);
    • Dispensa de Créditos (sem nota – não sendo consideradas para a média final de curso, apenas para a sua conclusão).

    Não é possível obter equivalência à unidade curricular de Dissertação (2.º ciclo), exceto em alguns casos de estudantes de duplo grau ou estudantes reingressados abrangidos pelo período transitório.

    Prazos:

    • Os pedidos de creditação devem ser efetuados logo após e até 30 dias da realização da matrícula.
    • O processo de análise do pedido demora, pelo menos, 30 dias. Quando o processo estiver concluído é enviada uma notificação a cada estudante, por e-mail.

    Documentação necessária:

    • Estudantes provenientes de outras instituições necessitam de submeter o requerimento indicado abaixo e apresentar a seguinte documentação, validada pela instituição de origem, junto da Área de Graduação (Alameda) ou Área de Gestão Académica (Taguspark):
      • Certidão de aproveitamento ou de fim de curso (com informação das unidades curriculares realizadas e respetiva classificação);
      • Programas das unidades curriculares realizadas;
      • Cargas horárias das unidades curriculares realizadas;
      • Requerimento para o efeito, indicado abaixo.
    • Estudantes do Técnico apenas precisam de submeter o requerimento indicado abaixo.

    O pedido de creditações implica o pagamento de um emolumento, conforme regulamentado na Tabela de Emolumentos do Técnico.

  3. Alterações ao Learning Agreement

    Estudantes de Mobilidade que precisem de alterar unidades curriculares no seu Acordo de Estudos (Learning Agreement) apenas poderão fazê-lo após a chegada, em formulário próprio do Núcleo de Mobilidade e Cooperação Internacional, assinado pelo Coordenador de Mobilidade do curso no Técnico.

    • Prazo: duas primeiras semanas do semestre, depois do início das aulas.
    • Limite de inscrições: 36 ECTS por semestre.

    Os estudantes conhecem o seu Coordenador de Mobilidade após a Sessão de Boas-Vindas.

  4. Anulação de Matrícula

    Estudantes de 1.º ano (1.ª vez) podem requerer a anulação da matrícula até 31 de outubro, perdendo o vínculo ao Técnico, junto da Área de Graduação (Alameda) ou Área de Gestão Académica (Taguspark).

    Não é necessário o pagamento de propina, taxa de secretaria e seguro escolar. Caso já tenha efetuado o pagamento deverá solicitar o pedido de devolução no mesmo requerimento.

  5. Cartões de Estudante

    Cartão do Técnico

    O Cartão do Técnico identifica cada estudante como membro da comunidade académica do Técnico e permite a utilização de sistemas de impressão, controlo de acessos a edifícios, parques de estacionamento, entre outros serviços.

    É solicitado através do Fénix, no separador Pessoal > Cartão do Técnico (ou a partir da tarefa pendente respetiva na plataforma Connect).

    Uma vez expedido, deverá ser levantado no campus respetivo:

    • Estudante do campus Alameda: balcão do Banco Santander (Pavilhão Central), no horário 8h30 – 13h
    • Estudantes do campus Taguspark: sala 1.55 – Área de Gestão Académica do Taguspark, no horário 10h – 12h e 14h – 16h.

    É emitido pelo Banco Santander (a abertura/associação de conta é independente do Cartão do Técnico).

    Pedir Cartão

    Cartão da Universidade

    O Cartão da Universidade de Lisboa permite o acesso às Cantinas da Universidade de Lisboa, dos Serviços de Ação Social e é emitido pelo Banco Caixa Geral de Depósitos.

    Caso seja pretendida a associação de uma conta bancária ao Cartão da Universidade, o cartão é enviado por correio. Caso contrário, é facultado durante a visita ao campus na Semana de Acolhimento ou num balcão universitário da Caixa Geral de Depósitos.

    No caso de intenção de abertura de contas bancárias no Santander ou na Caixa Geral de Depósitos, deverão ser cedidos os dados pessoais na plataforma Connect em Gerir cedência de dados. Estudantes menores de idade deverão ser acompanhados por um Encarregado de Educação.

  6. Inscrições e Horários

    Cada estudante (à exceção dos estudantes ingressados pelo Concurso Nacional de Acesso) deverá inscrever-se nas unidades curriculares do semestre, e ainda reservar a turma/turnos de cada aula.

    Alguns dias depois de completar a inscrição nas unidades curriculares, cada estudante terá acesso a uma declaração de matrícula e inscrição digital.

    Mais informação

    Estudantes que ingressam pelo Concurso Nacional de Acesso

    Estudantes que ingressaram através do Concurso Nacional de Acesso são colocados de forma automática e aleatória nas turmas/turnos dos respetivos cursos. Não são aceites pedidos de escolha ou alteração de turmas/turnos.

    O sistema Fénix não aceita reinscrição em turnos/turmas caso o estudante remova um turno do horário.

  7. Propinas, Taxas e Seguro Escolar

    O pagamento da propina, do seguro escolar anual e da taxa administrativa deverá ser efetuado, após a matrícula e inscrição nas unidades curriculares, de acordo com as modalidades de pagamento possíveis e nos prazos estabelecidos no sistema Fénix.

    O valor a pagar e as referências para pagamento por multibanco/serviço de homebanking encontram-se disponíveis no Fénix, cerca de 15 dias após a inscrição.

    Mais informação

  8. Bolsas e Apoios

    Bolsas de Estudo

    No caso de estudantes que tenham requerido Bolsa de Estudo de Ação Social, nos termos da lei em vigor, o pagamento das propinas só terá lugar depois de ter sido proferida a decisão final sobre a candidatura à bolsa, sendo, então, concedido um prazo suplementar de 15 dias úteis para regularização da situação.

    Procurando garantir que nenhum estudante seja excluído por razões financeiras,  o Técnico criou um programa de Bolsas de Apoio aos Estudos que podem ser atribuídas a estudantes provenientes de famílias com baixos rendimentos e que não são contemplados com uma bolsa dos Serviços de Ação Social da Universidade de Lisboa.

    Bolsas

    Apoios para Estudantes

    O Técnico disponibiliza um conjunto de programas para apoiar estudantes no seu percurso académico, de forma a manterem um bom rendimento académico e qualidade da aprendizagem.

    Apoios

Boas-Vindas

No início do ano letivo, o Técnico organiza um conjunto de atividades para acolher os novos estudantes de 1.º e 2.º ciclos e, mais tarde, no evento PhD Open Days, dá-se as boas-vindas aos estudantes de 3.º ciclo.

1. Conhecer o Mentor

No primeiro dia, cada estudante de 1.º e 2.º ciclos conhece o seu Mentor, um estudante de um ano mais avançado do seu curso, que o irá orientar nos seus primeiros passos e integrá-lo no Técnico ao longo do ano.

2. Visita ao Campus

Nesta visita, os Mentores mostram o seu campus e os espaços que novos estudantes mais irão utilizar, bem como informação sobre apoios e recursos disponíveis ao longo ano letivo.

1.º Ciclo | Concurso Nacional de Acesso (2.ª Fase)

  • Campus Alameda
    • 30 de setembro: 10:00 – 12:00 e 14:00 – 16:00
    • 3 de outubro: 10:00 – 12:00 e 14:00 – 16:00
  • Campus Taguspark
    • 30 de setembro: 14:00 – 16:00
    • 3 de outubro: 10:00 – 12:30

3. Sessões de Boas-Vindas e Apresentação dos Cursos

Os Órgãos de Gestão e a Associação dos Estudantes dão as boas-vindas em nome da Escola e os Coordenadores de Curso apresentam o curso e alguns dos seus principais intervenientes como os Delegados, os Tutores e o Núcleo de Estudantes.

Não decorrerão sessões na 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso.

4. Conhecer o Tutor

O Tutor é um professor do mesmo curso que o estudante, que irá acompanhar de forma personalizada o seu percurso ao longo do ano. A sua atribuição é automática após a matrícula do 1.º ciclo, e comunicada via SMS com indicações para a primeira reunião.

5. Atividades Culturais

  • Estudantes de 1.º Ciclo e Nacionais de 2.º Ciclo: no final da Semana de Acolhimento, novos estudantes e mentores são convidados a participar em desafios para conhecer os colegas e a cidade. Para participar nas atividades contactar o Mentor ou o Núcleo de Apoio ao Estudante.
  • Estudantes de Mobilidade e Internacionais de 2.º Ciclo: no fim de semana antes do início das aulas, decorrem as atividades da Orientation Week, uma oportunidade para conhecer a cidade, a cultura e a gastronomia portuguesa, acompanhados por locais – os estudantes do Técnico!

Estudantes que não cheguem durante a Semana de Acolhimento devem contactar os serviços de Apoio ao Estudante:

Campus Alameda Campus Taguspark

Conectar ao Técnico

  1. E-mail Institucional

    O e-mail institucional (exemplo@tecnico.ulisboa.pt) é a forma oficial de contacto entre a comunidade do Técnico. Professores, Delegados, Coordenadores de Curso, Órgãos da Escola e Serviços enviam regularmente correspondência importante, pelo que se recomenda a sua consulta diária.

    É criado depois da matrícula na plataforma Connect.

    Mais informações

  2. Rede Wi-Fi Universitária

    O Técnico integra a rede mundial Eduroam, permitindo aceder à internet em várias instituições universitárias e aos recursos de informação disponibilizados.

    Configurar Wi-Fi

  3. Plataforma de Gestão Académica (Fénix)

    O Fénix é a plataforma de gestão académica na qual cada estudante pode:

    • Consultar informação e materiais de apoio de cada disciplina;
    • Consultar o horário e mapa de avaliações;
    • Realizar inscrições nas unidades curriculares e exames;
    • Responder aos inquéritos de Qualidade das Unidades Curriculares;
    • Pesquisar o contacto de qualquer pessoa do Técnico.

    Aceder ao Fénix

  4. Redes Sociais

    O Técnico liga-se à sua comunidade através do Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e Youtube pelas suas contas oficiais e de projetos, unidades e núcleos.

    Redes Sociais

  5. Newsletter

    Para subscrever a newsletter semanal com as principais notícias e eventos do Técnico, enviada por e-mail, basta aceder ao Fénix em: Comunicação > E-mails > Subscrições e selecionar as opções disponíveis.

  6. Aplicação Móvel

    A aplicação Técnico Lisboa permite consultar notícias, informação sobre estacionamento, tirar senhas em serviços de atendimento, entre outras.

    Aplicações Móveis