Ciência e Tecnologia

Alumnus do Técnico distinguido pela Associação Portuguesa para a Promoção da Segurança da Informação

A dissertação de mestrado premiada debruça-se sobre a resiliência da conectividade dos sites críticos nacionais.

João Domingos, antigo aluno do mestrado em Engenharia de Telecomunicações e Informática (METI), foi um dos vencedores do Prémio de Mérito da Associação Portuguesa para a Promoção da Segurança da Informação (AP2SI) para Dissertações de Mestrado na área da Segurança da Informação. “Fiquei muito contente com a atribuição deste prémio porque ao ser reconhecido por uma entidade como a AP2SI, significa que a tese realizada é relevante para o desenvolvimento de competências e geração de conhecimento no âmbito da segurança da informação”, refere o galardoado do Técnico.

“Caracterização e monitorização de sistemas críticos na Internet nacional” – é o título do trabalho que lhe permitiu esta distinção e que consiste “na caraterização e monitorização de sites críticos para o bem-estar da sociedade e dos sistemas autónomos (ASes) que suportam a conectividade entre os respetivos sites e os ISP’s Nacionais utilizando apenas informação pública. “Para avaliar a resiliência da conectividade a estes sites críticos, destacamos a capacidade de enumerar todas as ligações possíveis entre ASes utilizando a regra Valley-Free que se baseia em pressupostos económicos”, explica João Domingos. “No nosso sistema de monitorização, destacamos a possibilidade de monitorizar a conectividade a sites críticos e simular a disrupção de Ases”, refere posteriormente.

A dissertação do alumnus foi realizada em colaboração com o ICP-ANACOM e teve como orientadores os professores Rui Valadas do Instituto Superior Técnico, José Brázio do Instituto de Telecomunicações e o Engenheiro Paulo Pereira da ICP-ANACOM. Quando questionado sobre o que terá distinguido o seu trabalho dos demais, João Domingos destaca a “componente teórica e a componente prática” do mesmo, “e o facto de este trabalho contribuir com informação relevante para a avaliação da segurança de informação em Portugal”, realça.

Uns meses antes de terminar a tese, João Domingos começou a trabalhar como Pentester na Multicert, estando diretamente ligado à implementação de sistemas de monitorização em diversos clientes que comunicam com o Security Operations Center (SOC) da empresa. Quando tem tempo, volta a pegar neste trabalho de sucesso e a acrescentar funcionalidades à ferramenta de monitorização criada durante a realização da tese.

O prémio foi entregue no passado dia 26 de outubro e o valor monetário referente ao mesmo divido entre os alumnus do Técnico e  o outro vencedor, André Baptista, aluno da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. Nesta edição do evento estiveram representadas para além do Técnico, as seguintes instituições de ensino superior: a Universidade do Minho, a Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico do Porto, a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.