Sobre o Curso

A preservação do património cultural material propõe aplicações das ciências e das tecnologias ao património móvel e imóvel, para o preservar, restaurar ou analisar, recorrendo preferencialmente a técnicas não destrutivas ou métodos micro-invasivos. O papel dos Mestres em Ciências e Tecnologias para o Património Cultural passa por analisar e caracterizar materiais culturais, e realizar estudos de impacte ambiental, com vista à valorização e preservação do património cultural material.

O Mestrado em Ciências e Tecnologias para o Património Cultural é lecionado em parceria com a Faculdade de Belas Artes, a Faculdade de Ciências e a Faculdade de Letras.

Plano Curricular

O Mestrado em Ciências e Tecnologias para o Património Cultural tem a duração de 4 semestres (2 anos), correspondentes a 120 ECTS, e é composto pelas componentes curriculares descritas.

  • 1º ano (ECTS)

    • 80
    • 20
  • 2º ano (ECTS)

    • 24
    • 6
    • 30

Plano Curricular

  1. Especialidade: Área Principal (72 ECTS)

    O Mestrado em Ciências e Tecnologias para o Património Cultural (Major) aborda temáticas como materiais históricos e os seus contextos, recursos geológicos, técnicas de caracterização química, isotópica, mineralógica, estrutural, textural, de materiais inorgânicos e orgânicos e sua análise, técnicas de datação absoluta, radioatividade ambiente, dosimetria, estudo e projetos de caracterização de materiais culturais e estudos de impacte ambiental com salvaguarda do património cultural.

  2. Opções Livres (21 ECTS)

    Parte do currículo é de opção totalmente livre, significando que poderão ser escolhidas disciplinas de qualquer área científica oferecida no Técnico.

    Nesta componente, inclui-se a possibilidade de realização de um Minor, um conjunto de disciplinas de âmbito multidisciplinar correspondente a 18 ECTS. A oferta é transversal para todos os cursos do Técnico.

    Minors

  3. Dissertação (30 ECTS)

    A dissertação é o trabalho final do ciclo de estudos, permitindo a cada estudante debruçar-se e especializar-se sobre um assunto específico. Poderá ser realizado num dos seguintes âmbitos:

    • Tese Científica
    • Estágio em Empresa
    • Projeto multidisciplinar Capstone

Destinatários

O Mestrado em Ciências e Tecnologias para o Património Cultural destina-se a licenciados em áreas relacionadas com Química, Química Tecnológica, Engenharia Química, Geologia, Engenharia Geológica e de Minas, Física, Engenharia Física, Engenharia Física Tecnológica, Engenharia Civil, Arquitetura e áreas afins. Os titulares de graus das áreas das humanidades só serão admitidos após análise curricular.

O curso é lecionado em português podendo algumas unidades curriculares ser lecionadas em língua inglesa, caso existam alunos internacionais ou em programas de mobilidade inscritos.

Saídas Profissionais

Os Mestres em Ciências e Tecnologias para o Património Cultural estarão assim aptos a trabalhar em setores públicos e privados relacionados com a preservação do património, como Museus, Câmaras Municipais, Casas da Cultura, Empresas de Arqueologia, Empresas de Estudos de Impacte Ambiental, Turismo, Fundações ou Leiloeiras. Poderão desenvolver atividades tais como:

  • Projetos de desenvolvimento, gestão e melhoramento de programas de valorização e preservação do Património Cultural;
  • Projetos de inovação em diversas áreas das Engenharias, Ciências Nucleares, Geobiociências e Ambiente em interface com História e Arqueologia;
  • Projeto e implementação de estudos prospetivos de avaliação do impacto ambiental;
  • Investigação científica e desenvolvimento;
  • Consultoria e funções de liderança e gestão;
  • Divulgação científica, disseminação e jornalismo;
  • Formação profissional e ensino.

Condições de Acesso

Podem candidatar-se a um 2.º ciclo do Técnico estudantes que:

  • sejam titulares de uma formação de 1.º ciclo na área de Ciências e Tecnologia (excetua-se o caso do 2.º ciclo em Arquitetura que pressupõe uma formação de 1.º ciclo em Arquitetura);
  • sejam detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que ateste a sua capacidade para realização do mestrado a que se candidatam.

Os candidatos são seriados segundo os seguintes critérios:

  • Afinidade entre o curso que possuem e o curso a que se candidatam;
  • Natureza do grau que possuem;
  • Sucesso escolar no curso que frequentaram.

Nota: caso seja solicitado, poderão ser valorizados o currículo académico, científico ou profissional e a prestação do candidato em entrevista.

Núcleos de Estudantes

Os alunos do Técnico dinamizam autonomamente e proativamente projetos que complementam o seu percurso académico, como os Núcleos de Estudantes, nos quais adquirem competências e mais-valias que os tornam mais competitivos no mercado de trabalho.