Sobre o Curso

A Engenharia Farmacêutica é uma das áreas emergentes e de grande potencial, relacionada com os novos paradigmas da qualidade como ciência de fabrico na produção farmacêutica. Os Mestres em Engenharia Farmacêutica possuem uma sólida formação em Tecnologia Farmacêutica e Engenharia de Processo Farmacêutico, sendo capazes de contribuir significativamente para a inovação tecnológica, a melhoria da competitividade industrial e a liderança na generalidade das áreas do fabrico farmacêutico.

O Mestrado em Engenharia Farmacêutica é uma iniciativa conjunta do Técnico e da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

Plano Curricular

O 2º Ciclo em Engenharia Farmacêutica tem a duração de 4 semestres (2 anos), correspondentes a 120 ECTS, e é composto pelas seguintes componentes curriculares:

  • 1º ano (ECTS)

    • 60
  • 2º ano (ECTS)

    • 18
    • 12
    • 30

Plano Curricular

Os currículos dos ciclos de estudos de 1º e 2º Ciclo foram reestruturados no ano letivo 2021/22 no seguimento do Decreto-Lei n.º 65/2018 e da implementação de um novo modelo de ensino e práticas pedagógicas (plano curricular anterior).

  1. Especialidade: Área Principal (78 ECTS)

    O Mestrado em Engenharia Farmacêutica (Major) aprofunda os conhecimentos em temáticas como Produtos Biofarmacêuticos, Tecnologias de Fabrico, Gestão da Qualidade, Síntese de Substâncias Ativas, entre outras.

  2. Projeto (12 ECTS)

    De forma a integrar os conhecimentos adquiridos no Mestrado, propõe-se o estudo e elaboração de um projeto, em grupo, sobre uma unidade de produção de fármacos, processos industriais associados e um produto farmacêutico.

  3. Dissertação (30 ECTS)

    A dissertação é o trabalho final do ciclo de estudos, permitindo a cada estudante debruçar-se e especializar-se sobre um assunto específico. Poderá ser realizado num dos seguintes âmbitos:

    • Tese Científica
    • Estágio em Empresa
    • Projeto multidisciplinar Capstone

Destinatários

O Mestrado em Engenharia Farmacêutica destina-se a licenciados em áreas relacionadas com as Ciências Farmacêuticas, Engenharia Química, Bioengenharia, Ciências Biológicas, Bioquímica e áreas afins.

O curso é lecionado em português podendo algumas unidades curriculares ser lecionadas em língua inglesa, caso existam alunos internacionais ou em programas de mobilidade inscritos.

Saídas Profissionais

A maioria dos graduados no Mestrado em Engenharia Farmacêutica está empregada em empresas farmacêuticas de produção de princípios ativos, de formulação de produto acabado, empresas biofarmacêuticas, organismos reguladores da atividade farmacêutica em Portugal ou no estrangeiro, empresas de dispositivos médicos ou da área hospitalar e dos sistemas de saúde em geral. Uma parte minoritária seguiu estudos de 3º Ciclo em instituições em Portugal ou no estrangeiro (ex.: Alemanha, Suíça, Canadá).

Condições de Acesso

Podem candidatar-se a um 2.º ciclo do Técnico estudantes que:

  • sejam titulares de uma formação de 1.º ciclo na área de Ciências e Tecnologia (excetua-se o caso do 2.º ciclo em Arquitetura que pressupõe uma formação de 1.º ciclo em Arquitetura);
  • sejam detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que ateste a sua capacidade para realização do mestrado a que se candidatam.

Os candidatos são seriados segundo os seguintes critérios:

  • Afinidade entre o curso que possuem e o curso a que se candidatam;
  • Natureza do grau que possuem;
  • Sucesso escolar no curso que frequentaram.

Nota: caso seja solicitado, poderão ser valorizados o currículo académico, científico ou profissional e a prestação do candidato em entrevista.

Núcleos de Estudantes

Os alunos do Técnico dinamizam autonomamente e proativamente projetos que complementam o seu percurso académico, como os Núcleos de Estudantes, nos quais adquirem competências e mais-valias que os tornam mais competitivos no mercado de trabalho.