Sobre o Curso

A Engenharia Mecânica é fundamental no fabrico dos variadíssimos objetos que usamos diariamente, desde a nossa bicicleta ao caderno de apontamentos, bem como na automação do mundo que nos rodeia. O papel de um engenheiro mecânico passa por analisar, projetar e conceber componentes, ferramentas, máquinas e equipamentos, e ainda desempenhar funções de organização e gestão da produção de uma indústria.

Plano Curricular

O 2º Ciclo em Engenharia Mecânica tem a duração de 4 semestres (2 anos), correspondentes a 120 ECTS, e é composto pelas componentes curriculares descritas.

Nota: A distribuição curricular representada ao longo dos dois anos poderá ser diferente consoante a escolha da área de especialização principal.

  • 1º ano (ECTS)

    • 45
    • 9
  • 2º ano (ECTS)

    • 24
    • 6
    • 30

Plano Curricular

Os currículos dos ciclos de estudos de 1º e 2º Ciclo foram reestruturados no ano letivo 2021/22 no seguimento do Decreto-Lei n.º 65/2018 e da implementação de um novo modelo de ensino e práticas pedagógicas. O Mestrado em Engenharia Mecânica provém do anterior Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica.

  1. Especialidade: Área Principal (69 ECTS)

    O Mestrado em Engenharia Mecânica (Major) aprofunda os conhecimentos adquiridos no 1º Ciclo, nas seguintes áreas de especialização:

    • Energia: focada no estudo da termodinâmica, mecânica dos fluidos e transferência de calor, com vista ao desenvolvimento de equipamentos térmicos e sistemas de produção de energia. Os engenheiros desta área poderão projetar motores de combustão, turbinas, sistemas de ar condicionado, entre outros.
    • Produção: direcionada para o desenvolvimento e otimização de materiais, processos de fabrico, equipamentos e sistemas industriais, bem como gestão de produção. Esta especialização foca-se em áreas como projeto mecânico, ciência de materiais, métodos de fabrico e ainda gestão de produção em unidades fabris.
    • Sistemas: direcionada para o controlo e automação de sistemas mecânicos, automação industrial e mecatrónica. Esta especialização foca-se principalmente na robótica e controlo de processos automatizados, muito utilizados na indústria.

    O plano curricular oferece a possibilidade de escolha de disciplinas dentro de cada área de especialização.

  2. Opções Livres (21 ECTS)

    Parte do currículo é de opção totalmente livre, significando que poderão ser escolhidas disciplinas da área da Mecânica ou de qualquer área científica oferecida no Técnico.

    Nesta componente, inclui-se a possibilidade de realização de um Minor, um conjunto de disciplinas de âmbito multidisciplinar correspondente a 18 ECTS. A oferta é transversal para todos os cursos do Técnico.

    Minors

    Poderão ser ainda creditadas atividades extracurriculares, num máximo de 6 ECTS.

  3. Dissertação (30 ECTS)

    A dissertação é o trabalho final do ciclo de estudos, permitindo a cada estudante debruçar-se e especializar-se sobre um assunto específico. Poderá ser realizado num dos seguintes âmbitos:

    • Tese Científica
    • Estágio em Empresa
    • Projeto multidisciplinar Capstone

Destinatários

O Mestrado em Engenharia Mecânica destina-se a licenciados em áreas relacionadas com a Engenharia, nomeadamente a Mecânica, Aeroespacial, Naval, Materiais e áreas afins.

O curso é lecionado em português podendo algumas unidades curriculares ser lecionadas em língua inglesa, caso existam alunos internacionais ou em programas de mobilidade inscritos.

Saídas Profissionais

Os Engenheiros Mecânicos do Técnico podem trabalhar nos setores da energia e da produção industrial, desenvolvendo funções como:

  • Fabricação de equipamentos mecânicos e térmicos, em contexto industrial;
  • Produção de energia e climatização;
  • Manutenção e gestão de operações;
  • Avaliação de projetos da indústria mecânica;
  • Investigação e desenvolvimento industrial;
  • Comercialização de produtos, equipamentos e processos;
  • Consultoria e funções de liderança, chefia e gestão;
  • Formação profissional e ensino.

Factos e Números

96,6%

diplomados a trabalhar

81,2%

empregabilidade na área de formação

18,8%

internacionalização

Fonte: Observatório de Empregabilidade do Técnico | Dados referentes ao ano letivo 2016/17.

Condições de Acesso

Podem candidatar-se a um 2.º ciclo do Técnico estudantes que:

  • sejam titulares de uma formação de 1.º ciclo na área de Ciências e Tecnologia (excetua-se o caso do 2.º ciclo em Arquitetura que pressupõe uma formação de 1.º ciclo em Arquitetura);
  • sejam detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que ateste a sua capacidade para realização do mestrado a que se candidatam.

Os candidatos são seriados segundo os seguintes critérios:

  • Afinidade entre o curso que possuem e o curso a que se candidatam;
  • Natureza do grau que possuem;
  • Sucesso escolar no curso que frequentaram.

Nota: caso seja solicitado, poderão ser valorizados o currículo académico, científico ou profissional e a prestação do candidato em entrevista.

Núcleos de Estudantes

Os alunos do Técnico dinamizam autonomamente e proativamente projetos que complementam o seu percurso académico, como os Núcleos de Estudantes, nos quais adquirem competências e mais-valias que os tornam mais competitivos no mercado de trabalho.

O Fórum Mecânica é a principal estrutura de estudantes do curso e promove atividades como:

  • Visitas de estudo
  • Workshops e formações
  • Organização do MECANIST
  • Organização da Semana da Tecnologia
  • Repositório de materiais de estudo
  • Estágios de verão na iniciativa Técnico Summer Internships
  • Atividades lúdicas, desportivas e recreativas