Campus e Comunidade

Cerca de 300 estudantes internacionais chegam ao Técnico para o segundo semestre

Decorreu esta sexta-feira a cerimónia de boas-vindas, uma das muitas atividades preparadas para receber os novos alunos de mobilidade.

Os cerca de 300 novos estudantes internacionais foram chegando ao longo desta semana ao Técnico.  Acolhidos da melhor forma pelo Núcleo de Apoio ao Estudante(NAPE), os alunos tiveram oportunidade de conhecer o Técnico através de um lote de atividades e dos mentores que lhe foram atribuídos, tornando esta fase inicial de adaptação mais simples e favorecendo a criação de conexões.

A sessão desta sexta-feira, 14 de fevereiro, foi uma das múltiplas atividades da Orientation Week, juntando os novos alunos dos mais variados cursos no Anfiteatro Abreu Faro, para as boas-vindas oficiais da instituição e para a partilha de algumas informações cruciais nesta aventura que agora se inicia.

A atual vice-presidente para os Assuntos Internacionais, professora Fátima Montemor, não conseguiu estar presente devido a compromissos institucionais, e foi substituída pelo seu antecessor, o professor Luís Miguel Silveira. O docente sublinhou o número crescente de alunos que escolhe o Técnico para ter a sua experiência de mobilidade, um facto que na sua opinião é “reflexo do investimento que Técnico tem feito na atração de novos alunos”. O professor Luís Miguel Silveira frisaria também que a instituição quer e trabalha para “providenciar a melhor experiência possível aos nossos alunos internacionais”.

Além de apresentar a escola, a multiplicidade de programas de estudo que oferece e a diversidade de domínios em que se distingue, o professor Miguel Silveira salientou a “qualidade dos alunos do Técnico” e a exigência que carateriza o seu ensino. “De facto, o feedback que temos dos nossos alunos que vêm em mobilidade é muito positiva. Além de adorarem a cidade, o ambiente dos campi, estes alunos valorizam tudo o que aprendem aqui e a capacidade de trabalho que o Técnico lhes incute”, sublinhava o docente. “Divirtam-se, aproveitem ao máximo a experiência e o conhecimento, e voltem sempre que quiserem, seja para fazerem o vosso doutoramento, para integrarem os nossos quadros ou apenas para nos visitarem”, concluía.

Por ser um dos serviços essenciais aos Estudantes Internacionais, também o Núcleo de Mobilidade e Cooperação Internacional (NMCI) se deu a conhecer na sessão de boas-vindas, através da  coordenadora Sílvia Santos. Além de facultar algumas informações pertinentes para a estadia dos estudantes, e de frisar a disponibilidade deste núcleo para os apoiar, Sílvia Santos reiterava a atratividade do Técnico, revelando alguns números sobre as nacionalidades dos estudantes que mais escolhem o Técnico.

Apesar de já ser reconhecido por muitos destes estudantes, o Núcleo de Apoio ao Estudante (NAPE) também se deu a conhecer através de uma breve apresentação, enumerando algumas iniciativas que desenvolvem, e destacando a disponibilidade e as várias atividades que realizam e contribuem para que a integração dos novos estudantes internacionais seja o mais rápida e positiva possível.